Month: May 2020

Cláudia Wonder: multiartista, avista e transgressoraCláudia Wonder: multiartista, avista e transgressora

Cláudia Wonder: multiartista, avista e transgressora
Douglas Saviato – Jornalista e estudante do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (UnB)

Embora muitos não a conheçam, principalmente as novas gerações, Cláudia Wonder foi um dos grandes nomes da cena underground do país na década de 80.

Multiartista e ícone da cultura gay, Cláudia esteve à frente de seu tempo em um momento nebuloso vivido pelo Brasil: a ditadura militar. A produção deste artigo foi motivada após assistir ao documentário “Meu amigo Cláudia”, encontrado na internet que, claro, indico aos leitores. Na produção de 2009, Cláudia narra sua trajetória artística com passagens pelo teatro, cinema e televisão.

No filme, premiado em diversos festivais dedicados ao cinema gay, é possível visualizar como se comportava a cena underground, contribuindo para a fuga do imaginário daqueles que nasceram após este período ditatorial, como eu. Como atriz, cantora, performer e escritora, Cláudia fez muito barulho na época. No entanto, infelizmente pouco se fala sobre esta multiartista e ativista, que através da sua arte promoveu também o ativismo e a conscientização LGBT, buscando a liberdade e lutando contra o moralismo e o preconceito dos anos 80.

O enredo do documentário reúne depoimentos de atores, músicos e diretores que partilharam a trajetória da artista em diferentes momentos, da década de 80 até os anos iniciais do século XXI. Sua relevância, embora não devidamente reconhecida, ocorria especialmente pelas suas diversas capacidades e inteira disposição de enfrentar desafios e encarar provocações que lhe apareciam.

Cláudia era mais do que uma performer da noite paulistana, era transgressora. Atuou em bandas punks, transformando-se em compositora e vocalista. No lendário clube paulistano Madame Satã, apresentou o show “O vômito do mito”, que conquistou bastante repercussão e que ainda é lembrado pela sua ousadia. De uma classe sofisticada e bastante conceitual, Cláudia se apresentava nua dentro de uma banheira com groselha, simulando o sangue no auge do surgimento da desconhecida e temida Aids, num período em que todos tinham pavor de sangue.
A multiartista também foi a primeira travesti a estrelar uma pornochanchada, o que provocou grande curiosidade aos consumidores das produções na época. Esteve ainda presente em peças teatrais e nas telas dos cinemas, contracenando com artistas de peso, como Raul Cortez e Tarcísio Meira.

Depois de sua passagem marcante no cenário LGBT e underground, Cláudia mudou-se para Europa. Lá permaneceu durante 11 anos, se aventurou nos palcos, mas passou a atuar como empresária do ramo da estética. De volta ao Brasil, retomou a carreira artística em produções musicais. Em 2009, lançou seu livro intitulado “Olhares de Cláudia Wonder”, onde descorre sobre o universo trans, as humilhações sofridas por esta parcela da população e a busca pelo respeito e dignidade. O livro traz ainda situações engraçadas, entrevistas e tragédias, como a morte prematura de Thelma Lipp, outro grande nome trans dos anos 80, símbolo sexual e ícone da cultura gay (personagem, inclusive, para outro texto).

Também de forma prematura, a trajetória de Cláudia findou em 2010 por causa de uma doença causada por um tipo de fungo, transmitida por pombos. A multiartista permaneceu internada por quase dois meses, mas infelizmente não resistiu. Por ser um ícone da cultura gay e por ter um importante e especial papel na luta pelos direitos LGBTs em um período ainda mais opressor e desrespeitoso, é essencial que esta grande artista pioneira, à frente de seu tempo, seja conhecida pelas novas gerações. Espero que neste breve relato tenha despertado em você, leitor, a curiosidade de descobrir e conhecer um pouco mais sobre Cláudia Wonder, esta grande multiartista brasileira.

Preparação agora é em São Luis, no MaranhãoPreparação agora é em São Luis, no Maranhão

 O Criciúma já está na cidade de São Luís, no Estado do Maranhão, para realizar os últimos trabalhos antes de pegar o Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, no próximo sábado. O último treino do grupo em solo criciumense aconteceu ainda na manhã de ontem, no Centro de Treinamento Antenor Angeloni. À tarde, a delegação embarcou em direção à capital maranhense.  O técnico Mazola Júnior não revelou qual será a escalação escolhida para iniciar a partida. As únicas certezas estão na parte defensiva. Luiz e Nino estão confirmados no time e o volante Liel deve ser mesmo o outro zagueiro, sendo improvisado mais uma vez, deixando Jacy Maranhão, que fez teve boa atuação contra o Vila Nova no banco.

O Criciúma já está na cidade de São Luís, no Estado do Maranhão, para realizar os últimos trabalhos antes de pegar o Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, no próximo sábado. O último treino do grupo em solo criciumense aconteceu ainda na manhã de ontem, no Centro de Treinamento Antenor Angeloni. À tarde, a delegação embarcou em direção à capital maranhense.

O técnico Mazola Júnior não revelou qual será a escalação escolhida para iniciar a partida. As únicas certezas estão na parte defensiva. Luiz e Nino estão confirmados no time e o volante Liel deve ser mesmo o outro zagueiro, sendo improvisado mais uma vez, deixando Jacy Maranhão, que fez teve boa atuação contra o Vila Nova no banco.

Paulo Baier no radar do PrósperaPaulo Baier no radar do Próspera

Paulo Baier no radar do Próspera
Lucas Renan Domingos

O Próspera está montando o elenco titular para o Campeonato Catarinense da Série C, que começa no dia 2 de setembro. No plantel, atualmente estão 18 jogadores. Na quinta-feira o Time da Raça assinou contrato com lateral direito Matheus João Zanetti, de 20 anos. Mas, além dos jogadores, o clube corre atrás de peças para compor a comissão técnica. Alguns nomes estão cotados e o mais sonhado é o de Paulo Baier para comandar o time.

O ídolo da torcida do Criciúma estava treinando o Toledo, do Paraná, e o Próspera está buscando viabilizar verba para intensificar as tratativas. “É o nosso desejo. Ele comandou bem o Toledo e eu conheço o função técnica dele. Estamos vendo com alguns parceiros para conseguir apoio e ver se a gente viabiliza isso. É um nome bom para nós pela história dele e pela ligação com a cidade”, confirmou o gerente de futebol, Célio Rocha.

Reforços dentro
das quatro linhas

Mas antes disso a preocupação é com os jogadores. O clube ainda busca no mercado um zagueiro, um meio-campo e um atacante de velocidade para jogar pela lateral do campo. O Próspera segue em conversas com o Criciúma. Ontem, Rocha se reuniu com Nei Pandolfo. “Estamos almejando dois jogadores com experiência em Série B, um deles, por enquanto, com passagem pelo Criciúma”, comentou.

Leia mais no jornal A Tribuna deste final de semana.

Liel, o cruelLiel, o cruel

Liel, o cruel
Denis Luciano

Nas últimas oito rodadas do Criciúma na Série B o volante Liel esteve cinco vezes em campo. E nessas cinco partidas ele marcou três gols. E cada um de seus gols foram decisivos para a soma de pontos. Dos cabeceios de Liel, o cruel, o Tigre somou um ponto em Barueri contra o Oeste (empate em 2 a 2) e três pontos em casa frente ao São Bento (vitória por 1 a 0) e agora no Vila Nova (1 a 0).

Liel revelou, na entrevista coletiva após o jogo deste sábado, que não foi novidade para ele jogar na zaga. “Foi surpresa para o Criciúma, mas não para mim. Eu comecei por ali”, revelou o jogador, que se saiu muito bem diante do Vila.

Outro nome que brilhou no lance do gol tricolor foi Elvis. Cobrou a falta com categoria, na cabeça de Liel para o volante e zagueiro mandar para a rede. Elvis é o campeão de assistências na Série B, já foram cinco.

E voltando a Liel, ele é o vice-artilheiro do Criciúma na Série B com os seus três gols, ao lado de Zé Carlos e atrás de João Paulo, que marcou quatro.

Tudo de Criciúma 1×0 Vila Nova você lê segunda-feira no jornal A Tribuna.

Marca de Nova Veneza expande e abre filial em CriciúmaMarca de Nova Veneza expande e abre filial em Criciúma

Mayara Cardoso

á seis anos conquistando o público do Sul, a marca Di Piero aposta

H á seis anos conquistando o público do Sul, a marca Di Piero aposta no potencial de seu produto e investe na abertura de uma filial em Criciúma. A empresa foi criada e, até então, possuía loja física apenas no distrito de Caravaggio, em Nova Veneza. Ao perceber a grande procura do público criciumense, Fábio Hobold Spillere decidiu alçar voos maiores, inaugurando hoje sua loja na Rua Araranguá, na estrutura do antigo Espaço 1098.

Para Spillere, o crescimento da marca de moda masculina e a grande procura do público podem ser explicadas pelo estilo adotado e pela qualidade do material. “Os homens querem ter roupas mais básicas e que não se percam com o tempo. Querem usar uma camisa ou uma polo preta, por exemplo, sem ver ela desbotar e perder a forma em poucas lavagens. Quem conhece a Di Piero sabe que não é isso que ocorre com as roupas da marca, pois prezamos pelo bom material, atingindo um meio-termo entre as lojas que vendem muito barato e com pouca qualidade e aquelas que são importadas ou nacionais, mas têm preço muito elevado”, comentou.

Esse tipo de produto, conforme o empreendedor, faltava no mercado masculino. “Como consumidor, eu senti falta disso e aproveitei a experiência da família com confecção para criar a marca. Aliamos essa tradição no ramo às modernidades que o mercado oferece atualmente, já que um tecido hoje, por exemplo, possui muito mais qua-lidade do que há dez anos”, disse.

Risco de investir neste momento

O otimismo, de acordo com Spillere, é imprescindível para investir neste momento. “Precisamos acreditar. Temos confiança em nosso público e acreditamos que, depois dessa curva, virá uma reta na economia e estaremos a postos para isso”, citou.

Pensando alto, a intenção é que a marca desponte no mercado nacional assim como ou-tras que já aparecem com grande destaque tendo sido iniciadas também em Nova Veneza.

Tráfego normal no local

Apesar de parte da Rua Araranguá estar bloqueada por conta das obras no Canal Auxiliar, Fábio faz questão de destacar que, no local da loja, o trânsito flui normalmente. “As pessoas podem ficar tranquilas que dá para chegar no local com facilidade, sendo que a interrupção é em outro ponto”, disse.

Conheça mais

A marca comercializa camisetas, bermudas, polos, calças e camisas, além de acessórios. A loja de Criciúma vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, sem fechar ao meio-dia, e aos sábados, das 9h às 13h. Além das unidades de Caravaggio e Criciúma, a Di Piero conta com uma plataforma on-line para vendas, o site          lojadipiero.com.br.

Paulo CoutinhoPaulo Coutinho

Receita para subir em 2012

Revenue

Minha gente, acompanhem comigo o meu raciocínio, que me parece ter embasamento e pode estar muito perto da realidade da fórmula para subir neste ano. Penso que a campanha até agora, em termos de resultado, é espetacular, e ninguém pode sequer discutir este item e isto é o principal ponto, pois de nada adiantaria estarmos vendo grandes jogos com 11 pontos na tabela. Portanto minha sugestão é simples e fácil de ser colocada em prática, pois tenho certeza também que a maioria dos meus amigos leitores e amigos do A Tribuna concordam que estamos há quatro jogos jogando mal e vencendo. Portanto um índice percentual de 20% de acréscimos na forma de jogar de nosso Talismã seria, penso eu, o suficiente para seguir vencendo jogos em casa e também fora. Para que isso aconteça, é preciso um pouco mais de calma na entrada da “volantada” e contratar com urgência um zagueiro, de preferência capitão do time, para em momentos como aquele do fair play alguém dentro campo tenha comando. Estamos vendo falhas normais e elas podem ser corrigidas a curto prazo, sem inchaço e sem nenhuma ação apressada, pois tudo ainda esta sob controle. Concordam comigo?

Projeção de pontos

Nunca ganhei na loteria esportiva e, aliás, nem jogo, ainda mais depois que vi aquela sacanagem que envolvia o jogo dos jogos. Mas tenho conversado com meus companheiros no Bola na Mesa da livre Difusora sobre projeções de pontos e chegamos quase que a um consenso de que é possível virar o turno perto dos 40 pontos. Mesmo sendo realista e não otimista, nossos cálculos levam nosso Talismã a uma virada histórica que facilitaria a chegada no returno. Vamos aos jogos: Partindo de 25 pontos em 30 possíveis, teremos pela frente: ABC, em Natal (um ponto); Paraná, em casa, (três); Barueri, fora (três); Guarani, em casa (um); Joinville, fora (zero); São Caetano, fora (zero); América-RN, em Criciúma (três); Atlético-PR, fora (zero); Avaí, em Criciúma (três). Totalizando 14 pontos, o que levaria nosso Tigre a 39 e vejam que estou contando com derrotas em três jogos e um empate em casa. Penso que estou dentro de uma avaliação coerente e possível de ser alcançada e ultrapassada. Boa sorte para nós!

Para visualizar o conteúdo completo desta coluna acesse nossa edição impressa on-line clicando aqui.

Monumento à Bíblia será mudado de localMonumento à Bíblia será mudado de local

Monumento à Bíblia

O Monumento à Bíblia, localizado na Praça Maria Rodrigues, na Avenida Centenário, próximo ao Terminal Central, será mudado de lugar. A estrutura, que já foi danificada três vezes após ser atingida por veículos, será reconstruída na mesma praça, porém mais para o interior do espaço para evitar novos danos em caso de acidentes.

A última vez que o monumento foi derrubado por um veículo foi no fim do ano passado. Apesar de a estrutura ser utilizada por diferentes religiões, a praça foi adotada pela Assembleia de Deus de Criciúma (ADC). “Já faz uns oito meses que estava quebrado. Era só reconstruir e vinha um carro e batia. E sempre foi de madrugada, então o pessoal batia, saia e ninguém sabia quem era. Agora, trocando de lugar, esperamos que não aconteça mais”, disse Antonio Pereira, zelador da praça.

Conforme explica o pastor da ADC, Jocimar Marciano, das duas últimas vezes as reformas foram realizadas em parceria com a Assembleia de Deus, agora a obra é de total responsabilidade da Prefeitura de Criciúma. “Desta vez a gente só fez o pedido para a prefeitura mudar a estrutura de local. E continuamos realizando as manutenções de jardinagem normalmente”, contou.

Trabalhos retornam na segunda-feira

De acordo com a secretária de Infra-estrutura de Criciúma, Kátia Smielevski, uma equipe já estava trabalhando para a reconstrução do monumento. Por conta da greve dos caminhoneiros, materiais não estavam chegando e os trabalhos foram paralisados. Na próxima segunda-feira, os profissionais voltarão a trabalhar normalmente.

“Acatamos com o pedido da ADC para trocar a construção de lugar. O projeto será o mesmo, só mais afastado da Avenida Centenário. O púlpito em mármore será reaproveitado, já que não foi danificado no último acidente”, esclareceu.

Cabeleireiro criciumense leva nova oportunidade a refugiados na JordâniaCabeleireiro criciumense leva nova oportunidade a refugiados na Jordânia

Cabeleireiro criciumense leva nova oportunidade a refugiados na Jordânia

Uma nova e valiosa experiência está prestes a acontecer na vida de um criciumense e de 15 refugiados que atualmente estão na Jordânia. Quem faz parte disso é o cabelereiro Thiago Lorenzetti, de 35 anos. A partir de um convite feito por meio da igreja à qual pertence, a Comunidade Evangélica Nova Jerusalém, o criciumense embarcou na quarta-feira para a Jordânia, onde irá ensinar a refugiados as técnicas para atuarem como cabeleireiros e garantirem seus sustentos.

Para concretizar a ideia, nos últimos meses o profissional arrecadou doações para, além de oferecer seus ensinamentos e experiência, poder doar os materiais necessários para que os alunos iniciem seus trabalhos. “Vamos disponibilizar tudo, desde tesouras até pentes e máquinas. Conseguimos arrecadar uma quantia bacana para poder oferecer isso a eles. Já vai ser um grande passo para que aprendam e possam já trabalhar por lá”, comenta. Além de ensinar e doar os utensílios, o desejo da equipe é ainda de poder montar uma barbearia para o grupo de alunos oferecer o serviço gratuitamente.

Ao todo, o criciumense passará 16 dias em contato com uma turma de 15 refugiados, o que, para ele, será uma mistura de sentimentos. “Eu vou ensinar, mas certamente vou aprender e ganhar também uma experiência imensurável para minha vida. Já fui alertado de que sentirei e verei coisas que nunca senti ou vi”, cita.

Ideia aprovada

O convite para o desafio, de acordo com Lorenzetti, surgiu em novembro de 2016 e foi imediatamente aceito. “Eu sempre orei pedindo a Deus que colocasse algo assim em meu caminho. Eu queria fazer algo pelo próximo, fazer uma coisa diferente. Quando o pastor teve a ideia e veio até mim conversar, eu logo aceitei”, lembra.

Além de Thiago, outras seis pessoas de diferentes profissões também embarcaram nesta semana com o objetivo de ajudar os refugiados no país. Eles receberão apoio na Jordânia de um grupo de brasileiras que já atua no país oferecendo serviços assistenciais ligados à igreja.

Para colaborar com a causa, a comunidade pode fazer doações voluntárias na conta do grupo.

Adelor LessaAdelor Lessa

Política

Décio muda para Rincão, será candidato a prefeito e negocia com PMDB!

Política

Na quinta-feira, quando Rodrigo Comin, assessor de Eduardo Moreira, saiu do ato de filiação da vereadora Romanna Remor ao PMDB, disse que estava indo tratar do entendimento para o PMDB dar o vice de Décio Góes na disputa pela Prefeitura do Rincão. Disse que o acordo estava incluído numa ampla composição regional entre PMDB e PT.
À noite, Décio reuniu seu grupo de apoio para encaminhar a mudança, mas não conseguiu. Enfrentou resistências. Principalmente na família. Teve que recuar.
Voltou à carga sexta-feira pela manhã e mudou o quadro. No fim da manhã, já havia feito a transferência do domicílio eleitoral. Estava formal e oficialmente na disputa para ser o primeiro prefeito da história do novo município do Rincão.
No PT de Criciúma, Décio Góes, apesar de ex-deputado e ex-prefeito, continua sem espaço, em conflito com o comando do partido e sem garantia de espaço para novos projetos eleitorais. Ele tinha convite para ir para o PC do B e virar o líder do partido no Sul, mas não queria sair do PT.
A “operação” é de alto risco. Se perder a eleição, poderá ter seu futuro político comprometido. Mas é exatamente por isso que a sua decisão é também um ato de coragem e ousadia. E a história é feita pelos que têm ousadia e coragem!

Ligado

Antes de discutir (e decidir) com seu grupo de apoio, Décio Góes discutiu o assunto com a Direção estadual do PT. Foi estimulado e teve garantia de apoio.

Para visualizar o conteúdo completo desta coluna acesse nossa edição impressa on-line clicando aqui.

Site de apostas pela internet será lançado em Santa CatarinaSite de apostas pela internet será lançado em Santa Catarina

Betting site

Os assíduos de jogos e apostas já podem comemorar. Tudo isso porque na próxima semana será lançado um projeto idealizado por membros da classe lotérica: um site de jogos legais online em Santa Catarina. A iniciativa dos catarinenses é pioneira no Brasil. “Entre os benefícios da iniciativa seria que a receita gerada poderia ser revertida em investimentos para o Estado, especialmente em saúde. Existem sites privados, mas idealizados por cooperativas de lotéricas é o primeiro. É um projeto que acompanha a evolução tecnológica e as necessidades dos clientes”, aponta o presidente do Sindicato Patronal dos Lotéricos de Santa Catarina, Gilmar Cechet.

O lançamento surge após membros da classe lotérica catarinense e do sindicato patronal realizarem uma audiência pública para discutir a criação de um site de jogos legais online. Envolvendo 566 casas lotéricas do estado, a possibilidade de realizar apostas online transformará os atuais hábitos de consumo de usuários. “O projeto gera comodidade, praticidade e segurança. Tudo ficará mais dinâmico aos consumidores. A aposta também poderá ser feita por smartphone e em qualquer horário”, destaca Gilmar.

Em fase de testes internos e se preparando para operacionalizar na semana que vem, ainda não há previsão do número de usuários a serem alcançados com o projeto. “É ilimitado. Só para termos uma ideia, em Santa Catarina, casas lotéricas atendem mensalmente em torno de 4 milhões de usuários. Ou seja, mais de 50% da população do estado passam por lojas físicas em um mês”, detalha ele.

O segundo passo a ser trabalhado por eles é a legalização da raspadinha. “Tencionamos fechar uma parceria com o estado para legalizarmos a raspadinha. Seria possível em uma padaria, farmácia, lojas de conveniência se dar o troco com uma raspadinha, por exemplo”, arremata Gilmar. Segundo ele, jogos não oficiais movimentam em torno de R$ 1 bilhão por ano em Santa Catarina e aproximadamente R$ 20 bilhões no Brasil. “É necessário legalizar e gerar tributação nessas apostas também, mas para isso precisamos de apoio político em Santa Catarina. Precisamos melhorar a condição da classe lotérica e, ainda, como o Estado pode ganhar em cima disso e reverter em investimento”, conclui Gilmar.