Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

SEGURANÇA

Polícia Militar mobiliza 100 policiais em megaoperação

26/04/2018 07:55
Foto por Daniel Búrigo (Foto: Daniel Búrigo) Clique para Ampliar
Francine Ferreira

A presença do comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Junior, em Criciúma mobilizou, ontem, em torno de 100 policiais militares em uma megaoperação no período da noite e madrugada de hoje. A Operação Adsumus, que significa “estamos presentes”, reuniu 35 viaturas em seis regiões mais críticas do município no que diz respeito à segurança pública.

Realizando operações de trânsito e varredura, e buscando identificar irregularidades, drogas, foragidos e armamento, os policiais intensificaram o trabalho nas regiões dos Bairros Cristo Redentor, Nossa Senhora da Salete, Ana Maria, Vida Nova, Renascer, Boa Vista, Jardim União, Progresso, São Sebastião, Wozocris e Cidade Mineira Velha, com foco nos entornos do Residencial Carmel.

Além disso, ações aconteceram também nos demais municípios de abrangência do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM): Forquilhinha, Nova Veneza, Siderópolis e Treviso. “Trata-se de uma operação de saturação por efetivo, em que policiais de toda a região e até mesmo de outros locais, como Florianópolis, vem atuar na cidade durante uma intervenção massiva, que dura algumas horas e possui força total”, argumenta o comandante do 9º BPM, tenente-coronel Evandro de Andrade Fraga.

Apoiaram a operação, ainda, o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), as Rondas Ostensivas com Motocicletas (Rocam), o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) de Santa Catarina, além do Canil e Cavalaria da Polícia Militar.

Ações semelhantes em Santa Catarina

Conforme o comandante Geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Junior, a Operação Adsumus foi uma ação dentro de um calendário montado pela corporação, que elenca prioridades e estratégias para buscar a redução dos índices criminais por meio da atuação do efetivo existente atualmente no estado.

“Esse tipo de operação explora a característica estadual de mobilização e aborda locais mais violentos e onde o número de crimes é maior dentro dos municípios. É algo de curta duração, mas bastante intensivo, uma ação preventiva e repressiva que contribui muito para a queda dos índices de criminalidade violenta”, reforça.

Para o comandante, é uma tática que deve ser utilizada mais vezes e em outras oportunidades pela Polícia Militar, sempre com apoio de policiais de outras regiões, para intensificar o trabalho já realizado pelos batalhões locais. “Como não temos previsão de quando haverá um novo concurso para aumentar o efetivo atual, foi uma forma que encontramos para reduzir o número de ocorrências e atacar as causas dos crimes. Algo que Criciúma já vem fazendo e que, por isso, se tornou exemplo para toda Santa Catarina”, finaliza Gomes.

Galeria de Fotos

Últimas Notícias

Mais Notícias