Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

SEGURANÇA

Em vistoria na obra da DPCAMI, OAB constata lentidão e adequação em desacordo com a Lei Maria da Penha

17/04/2017 16:09
Foto por Divulgação (Foto: Divulgação ) Clique para Ampliar
Francieli Oliveira/Ápice Comunicação

As comissões da Mulher e de Direitos Humanos da OAB Criciúma mantêm a rotina de visitas nas obras das futuras instalações da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI). O intuito é garantir que o atendimento possa ocorrer no novo local o mais breve possível já que a atual acomodação está bastante deficitária. A última vistoria, na semana passada, contou com a participação do Conselho Municipal da Mulher.

"Notamos que as obras estão caminhando um pouco lentas e que foram feitas algumas adequações no projeto que deixam de cumprir as exigências propostas pela Lei Maria da Penha. Por isso, o Conselho Municipal da Mulher irá solicitar uma reunião com o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), João Fabris", adianta a presidente da Comissão da Mulher Advogada e integrante do Conselho Municipal da Mulher, Rosana Guimarães Corrêa.

Atualmente a DPCAMI atende numa casa na Rua Almirante Barroso, que já não comporta a estrutura necessária. O novo local fica na Rua Desembargador Pedro Silva, mesmo prédio que já abrigou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e que estava sem uso recentemente.

A expectativa para a mudança é grande, principalmente, para que os atendimentos possam ser realizados em melhor estrutura e com maior garantia dos direitos como a privacidade.

Últimas Notícias

Mais Notícias
Oba Delivery - Entrega de comida on-line