Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

SEGURANÇA

Criciúma não registra homicídios há 40 dias

12/07/2018 08:25
Francine Ferreira

Seguindo a linha do último ano, Criciúma está há 40 dias sem registrar homicídios. Em 2018, foram 14 assassinatos na cidade e, destes, dez já foram esclarecidos pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil. Além disso, conforme o comandante da 6ª Região de Polícia Militar (RPM), coronel Cosme Manique Barreto, os índices de furto e roubo também seguem em redução gradativa, fortalecendo ainda mais a sensação de segurança pelos bairros do município.

“É uma conquista muito importante. Além de o ano passado já ter sido um período com números excepcionais para Criciúma e região, todo esse tempo sem assassinatos evidencia o grande trabalho que vem sendo realizado pelas Policiais Militar e Civil”, completa o coronel.

O comandante ainda reforça que a 6ª Região como um todo também está registrando redução no número de roubos e furtos. “É um trabalho de descobrir ‘onde, como e quem’. Com essa análise, intensificamos o policiamento nos locais necessários, com a busca e abordagem de pessoas responsáveis por esses crimes. Nos últimos 12 meses, estamos conseguindo manter uma faixa de 100 roubos mensais para menos, sendo que quase dois anos atrás essa média era de 120 a 130 casos. É uma redução lenta, mais constante e visível”, reforça Barreto.

Homicida foragido é preso pela DIC Criciúma (título de secundária)

Na mesma linha de índices positivos, a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma prendeu, na manhã de ontem, um jovem de 19 anos apontado como um dos envolvidos no homicídio de Alessandro Danielski da Rosa. A vítima foi morta com um tiro na cabeça, no último dia 27 de abril, no Loteamento Vida Nova.

O jovem detido estava foragido desde o dia 21 de maio, quando outros três suspeitos foram presos pela Polícia Civil e encaminhados ao Presídio Santa Augusta. “O quarto indivíduo foi localizado em uma residência no bairro Cidade Mineira e, por isso, foi instaurado contra o proprietário da casa um Termo Circunstanciado pelo crime de favorecimento policial, por estar dando guarida a um foragido da justiça”, destaca o delegado da Divisão de Homicídios da DIC Criciúma, André Milanese.

O cumprimento do mandado de prisão preventiva teve o apoio de policiais civis da delegacia de Garopaba.

Últimas Notícias

Mais Notícias