Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

POLÍTICA

Sindicalistas protestam na Praça Nereu Ramos contra governo interino

14/05/2016 11:06
Foto por Giorgio Guedin (Foto: Giorgio Guedin) Clique para Ampliar
Renan Medeiros

A Frente Brasil Popular protestou na manhã desse sábado na Praça Nereu Ramos, em Criciúma, contra o impeachment da presidente da República afastada, Dilma Rousseff (PT), e as propostas apresentadas pelo presidente interino, Michel Temer (PMDB), para o período em que se mantiver no poder.

Na manifestação, sindicalistas levaram à praça uma réplica de ponte de madeira, simbolizando a "Ponte para o Futuro", como é chamado o conjunto de propostas do PMDB para a gestão interina. Porém, ao invés da recuperação da economia e dos benefícios apresentados pelo partido que agora comanda a Presidência da República, a ponte listava as consequências que, segundo os manifestantes, ocorrerão com a aplicação das medidas - "recessão", "privatização", "terceirização", "corte de direitos", "fim do SUS" e "salário mínimo congelado". "Para nós essa 'ponte para o futuro' é uma ponte para o passado, um retrocesso", caracterizou Bárbara Teixeira, que faz parte do Sindicato dos Servidores Públicos de Criciúma e Região (Siserp).

Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Edegar Generoso, o governo interino carece de legitimidade por não ter sido alçado ao poder por meio das urnas. "Sete dos ministros estão arrolados na Lava Jato. Então por que as pessoas que foram protestar contra a corrupção não protestam contra isso?", indagou o sindicalista.

Galeria de Fotos

Últimas Notícias

Mais Notícias