Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

GERAL

Sindicância irá apurar descumprimento de calendário escolar em Criciúma

13/06/2018 07:17
Foto por Daniel Búrigo / Arquivo (Foto: Daniel Búrigo / Arquivo) Clique para Ampliar
Lucas Renan Domingos

A Prefeitura de Criciúma determinou ontem a instauração de uma sindicância para apurar supostas irregularidades no cumprimento do calendário escolar em três escolas do município. Durante as paralisações dos caminhoneiros, a Escola Jorge da Cunha Carneiro, no Bairro Próspera, a Escola José Cesário da Silva, no Bairro Nossa Senhora da Salete, e a Escola Professora Clotildes Maria Martins Lalau, no Bairro Renascer, suspenderam as aulas em um dia sem a determinação da Secretaria de Educação.

 

Reclamação dos pais

Devido ao fato, pais de alunos procuraram a prefeitura e a imprensa para reclamar sobre o caso. Segundo a secretária de Educação, Roseli de Lucca Pizzolo, a sindicância irá ouvir as partes para esclarecer a situação. “Ninguém foi suspendido dos cargos. Iremos apurar todas as informações e ver como proceder. Instauramos a sindicância, pois, como houve uma desobediência, temos que verificar o que realmente houve”, destacou.

Uma comissão foi montada composta por três servidores, que terá um prazo de 30 dias, podendo ser prorrogado por igual período, para a conclusão dos trabalhos. “Será essa comissão que irá determinar o que deve ser feito, não vai ser nem o prefeito, nem a secretária. Tudo isso após ouvir todos os diretores da escola”, contou Roseli.

Últimas Notícias

Mais Notícias