Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

GERAL

Mobilização contra as drogas em Criciúma

16/10/2013 19:57
Foto por Divulgação (Foto: Divulgação ) Clique para Ampliar
Redação - reportagem@atribunanet.com

A abertura da 1ª Oficina Regional de Mobilização Intersetorial de Políticas Públicas sobre Drogas aconteceu na tarde desta quarta-feira, no auditório da Faculdade Satc, em Criciúma.

A mobilização, que estende-se até o final da tarde de amanhã, serve para a discussão de propostas da Mesorregião de Criciúma (munícipios das SDRs de Criciúma, Laguna, Tubarão, Braço do Norte e Araranguá) para a elaboração do Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas.

A oficina deve identificar os gargalos e necessidades da região para a resolução do problema em questão, e deve ser objeto para a criação da primeira lei catarinense em combate e enfrentamento as drogas.

No ato de hoje foram empossados os 10 municípios eleitos para integrarem o colegiado gestor regional. São eles: Araranguá, Braço do Norte, Cocal do Sul, Criciúma, Içara, Imbituba, Orleans, Siderópolis, Urussanga e Tubarão.

“Os prefeitos vão gerir e levantar os problemas da região. Temos um desafio para a educação que é produzir instrumentos e trabalhos instrucionais para professores, alunos e pais. Para realizarmos um bom serviço de prevenção temos que envolver a família. Este trabalho deve progredir no âmbito estadual, municipal e privado”, afirma o secretário de Estado de Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), João José Cândido da Silva.

No Estado foram programadas sete oficinas, sendo que em Florianópolis, Jaraguá do Sul, São Miguel do Oeste e Chapecó já aconteceram. Além de Criciúma, também está prevista reuniões em Joaçaba e Lages. “Vamos trazer o que o Estado está oferecendo e somar com o que os munícipios podem disponibilizar. Daqui sairão projetos, ações e investimentos. Teremos uma formação de proposta de lei estadual para políticas sobre drogas com uma perspectiva de ações de trabalho em rede”, afirma o secretário adjunto da SST, Eleudemar Ferreira Rodrigues.

Estado investirá R$ 53 milhões para construção de equipamentos de assistência social

Além do Plano Estadual de Políticas sobre Drogas, o Governo do Estado também investe na implantação de equipamentos de assistência social. A previsão para 2014 é a construção em Santa Catarina de 98 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e 27 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), totalizando um investimento de aproximadamente R$ 53 milhões.

“É importante que Estado e Municípios trabalhem juntos em combate e prevenção as drogas. Estão sendo feitos investimentos nesse âmbito e a região caminha junto com o Estado no processo de descentralização”, diz o secretário Regional de Criciúma, Luiz Fernando Cardoso.

Santa Catarina possui atualmente 341 CRAS em 270 municípios. Também 86 Creas em 82 cidades.

Eixos temáticos entram em pauta na quinta-feira

A integração das Secretárias Setoriais (Educação, Saúde, Justiça e Cidadania, Segurança Pública e Casa Civil) é uma das diretrizes citadas para o plano. A Oficina está dividida em seis eixos temáticos que serão debatidos amanhã, a partir das 8h30. Os eixos são: Saúde Intersetorial; Segurança Pública; Cidadania e Justiça; Educação e Prevenção Intersetorial; Assistência Social e Trabalho Intersetorial; Controle Social.

A apresentação dos grupos acontece durante a tarde, a partir das 14h. O encerramento das atividades está previsto para as 17h. 

Últimas Notícias

Mais Notícias
Oba Delivery - Entrega de comida on-line