Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

GERAL

Criciumenses pretendem gastar R$ 167,92 com o Dia dos Pais

12/08/2017 06:19
Foto por Daniel Búrigo (Foto: Daniel Búrigo) Clique para Ampliar
Gabriel Bosa

As compras para o Dia dos Pais em Criciúma serão maiores que a média do estado e em comparação ao ano passado. É o que aponta a pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio - SC), divulgada nesta terça-feira. O levantamento também foi realizado em Blumenau, Chapecó, Florianópolis, Lages e Itajaí.

O consumidor criciumense pretende gastar R$ 167,92 com presentes, frente aos R$ 155,19 estimados na média estadual. Em 2016, a mesma pesquisa apontou gasto de R$ 157,02, quase R$ 10 a menos que este ano. Em 2015 a intensão de compra era de R$ 213,63. A média de Santa Catarina também apresenta números mais otimistas. No ano passado, era de               R$ 150,69 e, em 2015, R$ 141,90.

O valor deixa Criciúma na segunda posição das cidades com maior índice de gastos. A lista é encabeçada por Itajái (R$ 178,63), Criciúma (R$ 167,92), Florianópolis (R$ 164,24), Chapecó (R$ 161,43), Blumenau (R$ 155,19), Lages (R$ 135,15) e Joinville (R$ 125,08)

 

CDL projeta aumento de 3% em relação a 2016

A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma mantém o otimismo com as compras deste ano. Segundo o presidente, Gelson Philippi, as vendas de 2017 deverão estar 3% superiores em relação ao gasto no último Dia dos Pais.

"O mês de agosto está se mostrando bom, com leve aumento no faturamento dos lojistas. A previsão é de boas vendas e aquecimento no setor", expõe.

O comércio de rua de Criciúma realizará mais uma edição do Sábado Mais, mantendo as lojas abertas até as 17h.

 

Vestuário é o segmento com maior preferência

O levantamento realizado pela Fecomércio também apontou que os consumidores de Criciúma optarão pelo comércio de rua, com 74,5% da preferência dos entrevistados, e os shoppings como segunda opção (12,8%).

O segmento de vestuário também é maioria entre os pesquisados, com 53,4% das intensões de compra, seguida pelos perfumes e cosméticos (13,8%), calçados (9,1%) e eletrônicos (2%).

O estudo também mostra que o atendimento dos lojistas é o principal atrativo para fechar as compras, à frente do preço do produto. Os criciumenses também preferem fazer o pagamento à vista e em dinheiro, com 60,7% das opiniões, seguido pelo pagamento à vista nos cartões de débito e crédito (9,4%), e que 61,4% dos entrevistados farão pesquisa de preço.

Procon oferece dias

para os consumidores

De acordo com o coordenador do Procon de Criciúma, Gilberto Santos, os consumidores devem realizar pesquisas de preços antes de adquirir os produtos. "É sempre importante fazer uma pesquisa de preço em diversos estabelecimentos comerciais. Caso o comprador pague à vista, muitas lojas oferecem descontos", explica.

Para efetuar compras pela internet, os consumidores devem pesquisar sites seguros. "É possível desistir da aquisição de produtos comprados pela internet em até sete dias após o recebimento da mercadoria. O cancelamento deve ser solicitado por escrito", orienta Santos.

 

Troca de produtos

Caso o produto adquirido apresente defeitos, os consumidores contam com 30 dias para expor o problema. Conforme Santos, o fornecedor possui mais 30 dias para solucionar o defeito. "Caso isso não ocorra, o cliente pode optar pela devolução do produto e a devolução dos valores pagos, além do abatimento proporcional do preço", destaca.

Já em restaurantes, quando houver apresentações artísticas, os estabelecimentos comerciais podem cobrar couvert artístico.

A sede do Procon de Criciúma está situada na Rua Henrique Lage, 267, no Centro. O local funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3445-852.

Últimas Notícias

Mais Notícias
Oba Delivery - Entrega de comida on-line