Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

OPINIÃO

Voar

06/10/2018 06:00
Mary Rocha - poetisa

Decidi voar. Me soltar dos dedos dos conceitos básicos, de regras que nunca concordei e aprender mais sobre a vida, sentir sinais vitais dela. Decidi analisar mais o tempo, o mundo. Comecei a reconhecer pessoas — existem mais as hipócritas e injustas do que as verdadeiras.
Aprendi a cantar e dançar a música da minha vida para seguir em frente, aceitar a rejeição de uns e os aplausos de outros. Decidi ouvir mais a voz da minha alma, que sempre diz: “Vai lá! Você consegue, você chega lá!”. Ao meio do caminho eu caí, e ainda caio em buracos fundos — mas sempre escalei, escalo as paredes desses buracos e aqui estou de pé na vida.
Eu voei, ou ainda esteja só aprendendo a voar. Estou mostrando com humildade a quem jurava que eu não sairia do lugar, que não tinha capacidade para chegar onde estou chegando. Pois é, estou chegando! Num clarão da vida ganhei asas. E aonde irei chegar? Só o tempo irá responder. Enquanto isso vou usar minha liberdade e minha clareza para tomar o caminho certo do meu voo.

Últimas Notícias

Mais Notícias