Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

OPINIÃO

Contratação de seguro de viagem

12/01/2019 06:00
Paula Cassettari Flôres - advogada

Entre chegadas e partidas, os meses de começo de ano são marcados pela alta temporada de verão, onde as pessoas aproveitam para visitar suas famílias em outros estados ou países, ou para conhecerem lugares novos. Porém, nem só de diversão vivem os turistas. Além das passagens, que podem ser áreas, terrestres ou fluviais, outro ponto que demanda bastante atenção é quando se trata da prevenção de algumas situações que demandam mais gastos do que o previsto. Por exemplo, imprevistos com bagagens, perda de passagens ou despesas médicas.
Diante disso, pouco se tem o hábito de falar sobre os seguros de viagem, que, em primeira vista, parecem ser apenas mais um gasto. Porém, conscientemente, podem ser considerados como um investimento. Eles são ofertados por operadoras de cartão de crédito, corretoras ou seguradoras, os preços podem variar de acordo com o tipo de cobertura escolhido e também dias de viagem.
Fato é que, se antigamente era obrigatório apenas a cobertura em casos de morte ou invalidez, desde 2014 a resolução CNSP n° 315 determinou que outras despesas devem fazer parte da cobertura obrigatória para o exterior, como as despesas médicas, hospitalares e odontológicas.
Cabe ao viajante avaliar, antes de sua viagem, o que o serviço oferta para justificar a segurança e o retorno do investimento, que geralmente não é alto, em caso de imprevistos. Além das coberturas obrigatórias, o seguro viagem também pode oferecer coberturas adicionais de bagagem, cancelamento de viagem ou regresso antecipado.
Além disso, pode ainda não ser muito claro quem poderá contratar o seguro. E tanto empresas como pessoas físicas podem contratar individualmente. Sendo a duração do seguro de viagem definida durante a contratação. Algumas seguradoras limitam a contratação a 65 anos, porém existem empresas especializadas para atender nesse segmento. Seguros de viagem para menores de idade também podem funcionar de forma diferente, cobrindo apenas despesas específicas.
De forma geral, para uma viagem tranquila em todos os sentidos, cabe a avaliação da contratação de um seguro de viagem, sendo isso uma garantia usada apenas diante de uma necessidade que antecipadamente não pode ser prevista.

Últimas Notícias

Mais Notícias