Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

OPINIÃO

A conclusão da Ferrovia Dona Tereza Cristina

06/07/2017 06:00
Ruy Hülse - Presidente de Honra do SIECESC

Como nos referimos anteriormen-te, a Ferrovia Dona Tereza Cristina foi iniciada em 1881 e concluída em 1884. Em apenas três anos, com os recursos de então, construiu-se uma ferrovia com 118 quilômetros ligando Imbituba a Minas (hoje Lauro Müller). Vale aqui um comparativo com o tempo de construção da nossa               BR-101...
A inauguração deu-se no dia 04 de setembro de1884, sendo o evento        festivo abrilhantado pela Banda Musical de Imaruí e constando ainda do percurso de um trecho percorrido pela locomotiva "Visconde de Barbacena". O ato inaugural foi comunicado ao Gal. Badle, presidente da ferrovia residente em Londres.
Fato marcante na inauguração da Ferrovia Dona Tereza Cristina foi a presença do príncipe consorte Luiz Felipe Maria Gastão, denominado de Gastão de Orleans; casado com a princesa Izabel, filha de Dom Pedro II.
Uma das estações foi denominada de Orleans em homenagem ao novo ramo dinástico do Brasil, "Os Orleans e Bragança".
Hoje esta estação é onde se situa a próspera cidade de Orleans.
Durante o período Imperial, o transporte de carvão pela ferrovia foi realmente tímido, pois o mercado interno era ainda pouco expressivo; além de sofrer a concorrência do carvão inglês, explorado no país de Galles; conhecido como carvão Cardiff com qualidade melhor e menor preço.
Por outro lado, a primeira tenta-tiva de exportar o nosso carvão, a partir de Imbituba, foi para a Argentina, em 1886.
A exportação constituiu-se num grande fracasso, pois o carvão inglês chegava a Buenos Aires com preço cerca de 75% mais baixo que o nosso, levando-se em conta apenas o custo de produção do nosso minério.
Registre-se que em 1887 a ferrovia foi atingida por forte enchente do Rio Tubarão, inclusive do seu afluente Capivari (que hoje supre d'água a usina do Complexo Térmico de Capivari); o qual danificou a chamada ponte da Passagem, construída para transpô-lo.
A ponte teve quase todo seu enrocamento arrastado pelas águas e um dos seus pilares deslocado 18 centí-metros. Todos os reparos, fizeram com que a ferrovia ficasse com o tráfego, paralisado por mais de três meses.
Importante ressaltar, ainda, a função histórica da Ferrovia Dona Tereza Cristina, pois foi o meio de transporte que conduziu, de Laguna até a estação de Pedras Grandes, grande número de imigrantes oriundos da Itália que colonizaram vários municípios da região Sul de Santa Catarina, inclusive as 22 famílias que em 06 de janeiro de 1888 fundaram a vila São José de Criciúma.

Últimas Notícias

Mais Notícias
Oba Delivery - Entrega de comida on-line