Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

ESPORTES

Com áudio: Antenor Angeloni solta o verbo sobre atual situação do Tigre

22/09/2014 07:52
Foto por Lucas Colombo/arquivo (Foto: Lucas Colombo/arquivo) Clique para Ampliar
Bruna Borges

No sábado, quando chegava ao Heriberto Hülse para acompanhar a partida, portanto antes mesmo de saber o que aconteceria naquela noite, o presidente do clube, Antenor Angeloni, concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter Mateus Mastella e falou ao vivo para o microfone do Futebol 10 das rádios Hulha Negra e Som Maior.

Sem papas na língua, Angeloni soltou o verbo sobre a sua esperança com o futuro do Criciúma na Série A do Campeonato Brasileiro. “Todo mundo na esperança de que esse time mostre alguma coisa e a coisa não vai. A esperança é sempre hoje, hoje e hoje. Vamos ver, temos que ganhar hoje, ganhar da Chapecoense e sei lá o que mais, precisa muita coisa para nós escapar”, disse o presidente.

Confira mais trechos da entrevista exclusiva do presidente Antenor Angeloni:

Gilmar Dal Pozzo

Todo mundo critica e comenta o erro que ele cometeu (substituindo Silvinho por Paulo Baier na partida contra o Figueirense), eu acho também que ele cometeu um erro, agora o pensamento dele ninguém sabe qual era. Ele naturalmente teria o melhor pensamento, só que não funcionou e do jeito que o jogo estava não havia razões para mudar, mas ele merece toda a nossa confiança e nós não temos mais o que fazer, nós temos que acreditar, porque é agora ou nunca.

Aproximação do presidente com o técnico e o time

A gente já tem um pouco de vivência nesse futebol, não muita, mas administrativamente a gente tem e sabe o que se deve fazer ou não. Eu já queria ligar antes de terminar o jogo (contra o Figueirense), mas depois do jogo eu falei com o Claudio (Claudio Gomes, diretor de futebol) e ele também estava completamente surpreso com tudo o que foi acontecendo. Mas foi conversado bastante sobre coisas que aconteceram naquele jogo e até um pouco antes e um pouco depois, tentando acertar a coisa. Mas o pensamento dele (Gilmar Dal Pozzo) é um pensamento bom. Agora eu chego e fico lá no vestiário só conversando com ele, então, vamos ver o que a gente apura disso aí.

Zé Carlos

A gente está esperando que o Zé Carlos venha corresponder à contratação que nós fizemos, gastamos bastante e vamos esperar. Eu acho que ele fez dois jogos razoáveis e pode melhorar adquirindo ritmo, assim como o time todo tem que dar uma melhoradazinha para ver se engrena de uma vez e a gente vá embora, senão nós vamos ficar encalhados aí.

Titularidade do goleiro Bruno

A maior torcida minha é para que esse Bruno vá – já era no ano passado, mas não deu, ele mostrou certas dificuldades ao sair do gol e outros fatores mais que não efetivaram ele como nosso goleiro –, mas vamos ver, esses goleiros do Figueirense e da Chapecoense se revelaram, por que o Bruno não vai também? Está na hora dele, vamos torcer e rezar para que esse menino ‘vá embora’, porque tudo o que eu quero é revelar essa gurizada.

Chance para os garotos da categoria de base

Eu falo e sempre e falei no caso do Joilson (zagueiro da categoria de base): como é que nós vamos revelar um jogador se não botamos um Joilson, que até foi bem no começo do ano, entrou umas duas vezes, é um rapaz que tem uma saúde extraordinária, tem tamanho, é um cara muito bem comportado, enfim, no ano passado ele não foi muito bem, mas esse ano é outro ano e vamos para frente, um jogador tem direito de errar também. Bruno Lopes, Joilson, Barreto, é uma série de jogadores que têm que entrar no time, então, de certo no ano que vem a gente contrata menos essas encrencas que tem vindo por aí e vamos acreditar mais nesses guris, porque, do jeito que jogam certos jogadores, os nossos guris são melhores.

Ouça o Áudio:

Entrevista Exclusiva Antenor Angeloni ao Futebol 10

Últimas Notícias

Mais Notícias