Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

ESPORTES

Chega ao fim a participação do Criciúma na Copinha

13/01/2018 13:02
Foto por Clique para Ampliar
Lucas Renan Domingos

Depois de atropelar o Votuporanguense, na quinta-feira, o Criciúma não conseguiu bater o Atlético-PR pela terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, e está fora da competição. O Furacão dominou o primeiro tempo e abriu o placar logo no início do jogo. No segundo tempo o time do técnico Lalo começou melhor, mas não conseguiu furar a boa zaga dos paraenses. A partida terminou com o placar de 3 a 0 a favor do Atlético.

O jogo

O time paranaense começou a partida colocando pressão sobre o Criciúma. Logo com um minuto de jogo, Danilo invadiu a área tricolor e chutou cruzado, a bola bateu no travessão e saiu pela linha de fundo. O placar foi aberto aos três minutos. Vitor fez boa jogada pela lateral esquerda e cruzou. A bola sobrou para o Danilo, que girou e tocou para Bruno Leite. De frente para o gol, o atacante bateu no canto esquerdo do goleiro Diego, 1 a 0 para o Atlético-PR.

O Criciúma melhorou. Aos 12 minutos, Cristofer arriscou de fora da área, mas não pegou bem na bola. O chute passou a direita do gol do Atlético e saiu em tiro de meta. A resposta dos paranaenses veio aos 20 minutos do primeiro tempo. Julian cruzou de perna esquerda na cabeça de Vitor, fazendo o goleiro Diego se esticar todo para buscar a bola no canto superior esquerdo.

O Criciúma quase levou o segundo aos 27 minutos. Vitor fez ótimo lançamento para Bruno Leite. O atacante dominou e tocou por cima de Diego, a torcida do Furacão já comemorava, quando o zagueiro Brener tirou a bola em cima da linha, evitando a ampliação do placar para o Atlético-PR. Ainda no primeiro tempo, ambos os times ainda tentaram marcar, mas não criaram jogadas que levaram perigo ao adversário.

O tricolor voltou melhor após o intervalo. Mantendo a posse de bola, o primeiro chute a gol do Tigre na segunda etapa foi aos 18 minutos. Em jogada rápida a bola sobrou na área pra Reinaldo, já caindo, o jogador chutou fraco, facilitando a defesa do goleiro Juliano.

Com 20 minutos, Marcelo perdeu a chance de aumentar a vantagem do Atlético-PR. Bruno Leite deixou o zagueiro Rodrigo na saudade e tocou para o companheiro. De frente para o gol, o atacante isolou a bola. O jogo continuou movimentado. Aos 22, em jogada pela direita, Natan recebeu e arriscou o chute, que foi cortado pela zaga do Furacão. No rebote, Reinaldo tentou mais uma vez e novamente foi bloqueado. No lance, os jogadores do Criciúma pediram toque de mão, mas o juiz não marcou nada.

O Criciúma ainda tentava furar a boa defesa do Atlético, quando em um contra-ataque, aos 27 minutos, os paranaenses ampliaram o placar. Leonardo cruzou na área e o atacante Marcelo deu um toque de cabeça na bola. Ela ainda desviou no zagueiro Rodrigo antes de entrar no canto direito do gol tricolor.

Após levar o segundo gol, o time o Atlético-PR voltou a dominar a partida. Tocando a bola e controlando o tempo, o Furacão ainda fez mais um. Já nos acréscimos, aos 49 minutos, Marcelo invadiu a área do Tigre pelo lado direito e cruzou rasteiro. A bola chegou aos pés de Cristian, que deu números finais a partida: 3 a 0.

O Atlético-PR agora espera o resultado do confronto entre Santos e Figueirense para saber quem será o adversário nas oitavas de finais da Copinha. 

Galeria de Fotos

Últimas Notícias

Mais Notícias