Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Raul Sartori

Dedo na ferida

24/05/2018

Em entrevista ao UOL, ontem de manhã, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi direto ao ponto. Bravo, disse que vive na mesma casa há anos, que ganha cerca de R$ 5 mil de aposentadoria do INSS e que por isso pode dizer: “Quem enrica na política é ladrão”. “É ladrão”, repetiu. A propósito, várias famílias de SC ficaram milionárias após entrar na política. Mas há honrosas exceções, como a Ramos, de origens lageanas. É um raro exemplo a nos mostrar que a honestidade já foi, com aquele grupo familiar, uma virtude maior na nossa política partidária.

Desculpas

A coluna se excedeu e se desculpa, ao qualificar como “bobagem” a iniciativa de políticos em propor projetos de lei obrigando conteúdos como “História da África” no currículo de nossas escolas em detrimento de outros que julga mais importantes, como “educação financeira”. Poderia, por exemplo, ser “História da Itália ou Europa”, onde viveram os bisavós do colunista, que nunca foi informado, na escola, de sua ascendência quando fez o ensino fundamental e médio. Mas quase “viajou”, horrorizado com as bestialidades, em navios negreiros, de tantas informações que teve a respeito da África numa pequena cidade do interior onde não havia nenhum morador negro.

Últimas de Raul Sartori

Veja mais