Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Marco Búrigo

Falhas na defesa fazem jejum aumentar em Campinas

15/08/2018

Mais uma vez não faltou vontade e disposição ao Criciúma. Mas, desta vez, não foi suficiente para colher um bom resultado diante da Ponte Preta. E o tabu continua no Moisés Lucarelli. Em oito jogos, o Tigre nunca venceu. E já são 13 jogos sem superar a Macaca no confronto direto. No jogo de ontem, as falhas defensivas perseguiram o Tricolor. Aos nove minutos, Lucas Mineiro abriu o placar. Belliato mostrou indecisão no lance. O Tricolor visivelmente sentiu as muitas alterações feitas pelo técnico Mazola Júnior. Eduardo fez falta no meio-campo. Christian esteve perdido em campo. Já Ronaldo e Jean Mangabeira bateram cabeça na proteção da zaga. Joanderson e Vítor Feijão pouco fizeram no ataque, tanto que Julimar foi alternativa na etapa final. Kalil também entrou, mas nada fez o Tigre produzir ao ponto de vencer. O que salvou o Tigre mesmo foi a bola parada de Alex Maranhão. O canhoto do Tigre chegou a empatar aos 13 minutos, num golaço. Mas ainda no primeiro tempo, aos 33, após bela jogada pelo lado direito de defensa do Tigre, João Vitor arrematou para o gol, fazendo 2 a 1. No segundo tempo, já no desespero, uma falha de Nino e Liel, Bruno Ramires fez o terceiro gol. A quarta derrota da era Mazola precisa ser assimilada com naturalidade, sem deixar o Tigre perder o foco no returno da Série B. A equipe catarinense pode terminar a rodada a três, dois ou a apenas um ponto do Z-4. Seguem faltando sete vitórias para permanecer na Segundona.

Em alta

Com autoridade, o Inter vem vencendo os jogos na Série A. Como não está disputando nenhuma competição em paralelo, o Colorado leva certa vantagem sobre os demais times da parte de cima da classificação. Se Guerrero encaixar no ataque, o time de Odair Helmann tem tudo para brigar efetivamente pelo título. O jejum no Campeonato Brasileiro já dura 39 anos.

Últimas de Marco Búrigo

Veja mais