Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

José Carlos

Conheça o Refis do Simples Nacional

07/05/2018

Para auxiliar as empresas devedoras, em abril de 2018 entrou em vigor o Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (PERT-SN), conhecido como Refis do Simples, por meio da Lei Complementar 162/2018, de 6 de abril. Trata-se de uma possibilidade de refinanciamento dos débitos vencidos até a competência do mês de novembro de 2017, apurados na forma do Simples Nacional. A renegociação garante juros menores e descontos consideráveis. É a primeira iniciativa de refinanciamento de dívidas tributárias específica para empresas optantes desse regime.

 

Importância da tecnologia na contabilidade

Utilizar a tecnologia é uma estratégia importante para driblar a intensa burocracia que envolve a área fiscal no Brasil. De acordo com o relatório Doing Business 2018, divulgado anualmente pelo Banco Mundial, as empresas brasileiras precisam de, em média, 1.958 horas por ano para cumprir todas as regras tributárias. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), tamanha exigência custa cerca de 1,5% do faturamento anual.
A tecnologia deixou de ser complementar aos processos contábeis e passou a ser imprescindível. Softwares e programas de automação são aliados das demonstrações e apurações, tornando as tarefas mais rápidas e evitando erros. De acordo com o IBPT, temos hoje 63 tributos e 97 obrigações acessórias em vigor no país. A estimativa é de que cada empresa siga mais de 3.790 normas.

 

Você sabe o que é o eSocial?

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial), é um grande banco de dados, com o objetivo de simplificar e unificar a prestação de informações pelo empregador em relação aos seus trabalhadores. Serão compartilhados por meio da plataforma dados como cadastramento, vínculos, contribuições previdenciárias e folha de pagamento. Mais de 10 obrigações serão comunicadas pelo eSocial de forma unificada, entre elas o Guia de Recolhimento do FGTS (GRF), a Folha de Pagamento e a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). O projeto é gerido pela CAIXA, INSS, Ministério da Previdência Social, Ministério do Trabalho e Emprego e Receita Federal do Brasil. A prestação de informações ao eSocial vai substituir o envio de formulários e declarações separados a cada ente. No dia 8 de janeiro de 2018 todas as empresas com faturamento anual superior a R$ 78 milhões foram obrigadas a aderir ao eSocial. Comtemplando assim 13.707 empresas. As demais empresas privadas, incluindo SIMPLES, MEIs e pessoas físicas com empregados, serão obrigadas a aderir ao sistema a partir do dia 16 de julho de 2018. E, por fim, os entes públicos irão aderir ao sistema a partir de 14 de janeiro de 2019.

Últimas de José Carlos

Veja mais