Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Archimedes Naspolini Filho

Crônica da cidade

18/08/2017

FOLHA DO POVO, nosso primeiro jornal semanal, edição de 31 de março de 1952. Na página dois lemos: CELESTINO SACHET NA FACULDADE DE DIREITO. PRIMEIRO LUGAR NO EXAME VETIBULAR. Por intermédio de um amigo recém chegado de Florianópolis, tivemos notícia de haver ingressado na faculdade de Direito de nossa capital o nosso colaborador Celestino Sachet que, certamente, fará um excelente curso universitário, dada a sua esclarecida inteligência e seu apego aos estudos. No exame vestibular tirou o primeiro lugar entre muitos candidatos inscritos com média geral 8,72.
SANTA CATARINA VENCEU - Depois de vencer a seleção de futebol do Espírito Santo, por 1 x 0, a seleção catarinense venceu a baiana pelo placar de 2 x 1. O embate foi sensacional tendo os catarinenses forçado os rapazes da "boa terra" a se empenharem a fundo para marcarem um tento apenas. Os dois gols dos catarinenses foram marcados pelo atacante Teixeirinha.
CONTRATO DE CASAMENTO - Contrataram casamento o Dr. Lúcio da Cunha Carneiro, engenheiro aqui residente, com a Srta. Clélia Eunice Ramos Lacombe, filha do Dr. Ernesto Lacombe e de Dona Emilia Lacombe.
Na edição de 14 de abril de 1952, FOLHA DO POVO reserva meia folha da capa para falar do carvão nacional, sob a manchete NOVAS PERSPECTIVAS PARA O APROVEITAMENTO DO NOSSO CARVÃO. De perspectiva em perspectiva o carvão foi sendo muito mal tratado pelas autoridades competentes e, paulatinamente, viu sendo paralisadas as ações extrativas do subsolo criciumense. Como diria um conhecido líder populista "A luta continua companheiro".
O QUE VAI PELA CÂMARA - O ABASTECIMENTO DE ÁGUA. Ao lado das costumeiras crises do carvão a água sempre foi problema no que diz respeito à sua distribuição. Àquela época a encrenca começava na captação, passava pelo tratamento e chegava à rede de distribuição. Altos investimentos foram realizados pelo Estado - e pelo Município - e a distribuição alcançou praticamente todo o perímetro urbano da cidade. A rede física, todavia, sem manutenção permanente e adequada, não raras vezes ocasiona problemas de média e grande magnitude. Os vereadores de então - e os de depois, até os dias atuais - tem se utilizado da Câmara Municipal para reivindicar soluções a tais problemas.
E eu retornarei amanhã. Até lá, amigos, e um abraço do meu tamanho.

Bibliografia: coleção do Jornal Folha do Povo, acervo de Carmen de Carvalho.
naspolini@engeplus.com.br
*Você ouve as Crônicas da Cidade na Rádio Som Maior FM, diariamente, às 10h, às 14h30min e às 21h.

Últimas de Archimedes Naspolini Filho

Veja mais
Oba Delivery - Entrega de comida on-line