Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Adelor Lessa

Rompimento de Criciúma com a Casan só deve ser resolvido na Justiça

14/03/2019

Colaboração: Denis Luciano   e-mail: politica@atribunanet.com

A presidente da Casan, Roberta dos Santos, voltou a insistir ontem numa reunião apenas com o prefeito Clésio Salvaro (PSDB) para tratar das questões que, se não forem resolvidas, podem levar ao rompimento do contrato com o município de Criciúma.
O prefeito passou o dia em Brasília, mas respondeu através do diretor executivo da AMREC, Acélio Casagrande, que só aceita conversar junto com os prefeitos da região que estão envolvidos com o assunto.
A presidente já havia tentado se reunir em separado com Salvaro no início da semana, sem sucesso.
A reunião de decisão para o assunto será as 15h de hoje, na prefeitura.
Como a presidente da Casan estará na cidade pela manhã, deve tentar de novo uma conversa reservada (e antecipada) com Salvaro.
A decisão da reunião pode ser a mais importante do ano para o governo Salvaro, e também para a Casan.
Criciúma é o segundo maior município do estado ainda ligado à Casan.
O prefeito Salvaro quer redução de 40% na tarifa de esgoto e aumento do percentual da receita da Casan que é repassado à Prefeitura, ou encaminhará o rompimento do contrato.
A Casan disse que não reduz tarifa, mas aceita aumentar o repasse. Chegou a sinalizar em 7%.
Salvaro está pronto para romper. Reuniu um grupo de técnicos e advogados que o orientam.
A Casan vai tentar negociar, mas está preparada para judicializar o assunto, recorrendo contra eventual decisão de rompimento por iniciativa do município.

Bancada pelo Sul

Sob a coordenação do deputado Julio Garcia (PSD), presidente da Assembleia Legislativa, foi instalada ontem a bancada de deputados estaduais do Sul catarinense.
Dos oito deputados da região, só um não participou, o deputado Felipe Estevão (PSL). Mas foi ausência justificada.
Se funcionar bem o que está projetado, a bancada vai suprir a ausência de Criciúma e região do núcleo de poder do estado.
Primeira iniciativa será realizar reuniões com as associações empresariais de Criciúma, Araranguá e Tubarão para ouvir os pleitos e ajustar calendário de reuniões mensais.
Em princípio, as reuniões todas no dia 15.

Últimas de Adelor Lessa

Veja mais