Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Adelor Lessa

Prefeito Salvaro vai tentar um “divórcio amigável” com a Casan

08/03/2019

Colaboração: Denis Luciano   e-mail: politica@atribunanet.com

A primeira viagem oficial do governador Carlos Moisés (PSL) ao Sul do estado foi confirmada ontem à noite pelo secretário da Casa Civil, Douglas Borba. Será na segunda-feira, dia 11. Ele chegará em Criciúma às 8h30min e vai direto para a prefeitura. Virá de helicóptero.
O prefeito Clésio Salvaro, PSDB, vai esperá-lo com a “pauta da cidade”, que inclui conclusão do anel de contorno viário, iluminação da Via Rápida, Rodovia Jorge Lacerda e convênios assinados pelo Governo do Estado com Criciúma ainda no mandato de Márcio Burigo, e que até hoje não foram executados. 
Mas o prefeito quer tratar principalmente do contrato do município com a Casan.
O prefeito vai defender que a rescisão seja feita de forma negociada, sem traumas. Está disposto, inclusive, a assumir parte dos servidores da Casan em Criciúma. Mas quer romper.
A reunião definitiva com a direção da Casan será no dia 14, mas até lá a ideia de Salvaro é ter o assunto resolvido.
Ele está fixado na ideia de rompimento. Trata do assunto todos os dias, praticamente todo o tempo. Tem reuniões seguidas com técnicos e auxiliares que envolveu com o assunto. Especialmente o engenheiro Vilmar Boneti, ex-superintendente regional da Casan, funcionário de carreira da prefeitura de Urussanga, que já foi colocado à disposição de Criciúma.
Além dele, o diretor executivo da AMREC, Acélio Casagrande.
Salvaro tem contas que mostram que a tarifa cobrada pela Casan em Criciúma é o dobro do que é cobrado em municípios que operam com Samae.
Ele tem pareceres jurídicos que confirmam a possibilidade de rompimento com amparo legal.
Além de se reunir com Salvaro, o governador Moisés deve se encontrar em Criciúma com os empresários do carvão para simbolicamente assinar o decreto que restabelece benefícios ao setor no ICMS.
Na sexta-feira, os empresários fizeram pedido ao governador durante audiência em Florianópolis. Ontem, a sua assessoria entregou o decreto pronto para ser assinado.
Moisés ficará em Criciúma pela manhã. À tarde vai cumprir agenda oficial em Tubarão.

Os projetos

Estão prontos, mas dependem de uma última revisão da procuradoria jurídica, os projetos de lei assinados pelo prefeito Salvaro que vão tratar da criação do Samae, e inclusive de Criciúma, no consórcio de seis municípios que vai administrar o sistema de água e esgoto.
Os projetos serão protocolados hoje à tarde, ou segunda-feira, na Câmara.
Prefeito vai pedir tramitação em regime de “urgência urgentíssima”, o que pode fazer com que seja lido na sessão de segunda-feira e ja encaminhado para votação.

Últimas de Adelor Lessa

Veja mais