Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Adelor Lessa

Assessor preso

02/09/2014

Dois vereadores também estão citados nas investigações do Gaeco

O s vereadores Alexandre Pereira, PPS, e Ozair da Silva, o Banha, PT, os dois de Araranguá, também estão sendo investigados pelo Gaeco na denúncia que levou à prisão o assessor parlamentar Sérgio Samuel.
Ozair é presidente da Câmara e Alexandre, o secretário.
Ontem, o Gaeco fez diligência na Câmara de Vereadores de Araranguá, principalmente nos gabinetes dos dois vereadores em busca de documentos.
Nas gravações telefônicas interceptadas pelo Gaeco, constam conversas de Sérgio Samuel com Alexandre e Banha que seriam "comprometedoras".
Sérgio estava lotado no gabinete do deputado Altair Guidi, PPS, faz seis anos (desde o mandato passado).
O deputado garantiu ontem à noite que vai exonerá-lo hoje, logo que chegar a Florianópolis. Disse que só não exonerou ontem, na hora em que foi informado da prisão, porque estava em Criciúma.
Sérgio está no Presídio Santa Augusta, em Criciúma. Ele era conhecido entre deputados e assessores da região como "especialista" em resolver problemas e conseguir atendimentos na área de saúde.
Antes de prendê-lo, o Gaeco o investigou por pelo menos três meses. O "esquema" descoberto impressionou.
Ele cobrava entre R$ 5 mil e R$ 10 mil para "furar a fila" dos atendimentos pelo SUS, principalmente cirurgias cardíacas e bariátricas.

Negócio fechado

Depois da reunião na Câmara de Vereadores de Içara, o presidente da TransGas, Adam Victor, teve reunião reservada com a família do empresário Realdo Guglielmi, já falecido, e fechou a compra da reserva de carvão.
Os contratos serão assinados amanhã, em São Paulo.

 

Últimas de Adelor Lessa

Veja mais