Edição Digital

Dinheiro Público

A empresa RDL foi remunerada pelo Governo do Estado desde agosto de 2013 para administrar o aeroporto regional em Jaguaruna, quando não tinha autorização de ope-ração. A liberação da Anac só saiu em abril deste ano. Mas, até março, a empresa recebeu praticamente R$ 600 mil - foram três parcelas de R$ 199 mil. Os dados estão no Portal da Transparência, no site do Governo do Estado. O Portal não tem mais as informações de 2013, mas uma fonte credenciada da Secretaria Regional de Tubarão informou que, nos últimos três meses, foram pagos pelo menos R$ 400 mil à RDL. A mostrar que, no total, pelo menos R$ 1 mi-lhão já foi pago para a empresa administrar a operação do aeroporto, que não tinha autorização para operar. Neste período, a RDL fez o corte do mato, trocou fechaduras e vidros quebrados na estação de passageiros, providenciou dedetização no prédio e fez outros serviços do tipo. Nada que seja especialidade de uma empresa contratada para operação do aeroporto. A RDL foi selecionada em junho de 2013, depois de licitação que disputou sozinha (sem concorrência). Anunciou primeiro voo para julho. Depois, passou para outubro. Mas, até agora, mesmo com a licença liberada pela Anac, não tem previsão de voo. Na hora H Praticamente na véspera na pré-convenção esta-dual do PMDB, pesquisa do Instituto Mapa mostra que o governador Raimundo Colombo lidera em todos os cenários, variando de 50,4% a 37,7%. Nas simulações que consideram nomes do PMDB, nenhum deles consegue mais que oito pontos. Os dados podem desestimular o movimento por candidatura própria e dar subsídio aos discursos a favor da aliança com Colombo.